Resenha do livro Azar o Seu de Carol Sabar


Sinopse - Azar o seu! - Carol SabarBia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido... E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo...
O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor!
Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia... Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga...

Azar o seu! vai além de uma comédia romântica. É uma reflexão sobre a importância da amizade verdadeira, do perdão e do autoconhecimento, que nos resgata o poder de decidir sem medo e de reverter escolhas que nos impedem de ser feliz.

Bia, uma Garota de 25 anos com um currículo impressionante, que foi dispensada de seu último emprego por justa causa por assédio sexual isso mesmo o que você leu assédio sexual, pelo estagiário que era seu assistente, Bia trabalhava em uma empresa ferroviária do Rio de Janeiro a FB Logística, e agora está endividada e sem emprego, o que a fez voltar a morar em Juiz de Fora com o pai e ajudar na floricultura.

Fiquei um pouco assustada comigo no começo do livro, ri tanto no primeiro capítulo, que fiquei com dor no estômago, meu rosto ficou dolorido de tanto rir da situação inusitada da Bia com seu primo no velório da tia, ele a chamou pra mostrar uma margarida, mas essa em questão não tinha pétalas.


Presa em um engarrafamento na linha vermelha, dirigindo uma kombi da floricultura do seu pai, de Angra dos Reis para Juiz de Fora, após passar a noite na casa do tio depois do velório, com chuva e neblina, acelerando e parando a cada dois minutos. Pensando em sua vida azarada, o motorista ao lado que dirigia um Vectra GT Prateado (que tinha comprado a última garrafa, e ela estava com muita sede e até mesmo viu o cara babando) o motorista começou a tentar se comunicar com ela como se fosse um velho conhecido, o motorista saiu do carro, mas não teve tempo de se explicar, pois começou um violento tiroteio, e eles tiveram que se jogar lado a lado no asfalto, Bia se desespera e pede ao cara do Vectra que leve um recado para Guga, seu amor desde a adolescência, ela achava que na verdade ele era um amparador espiritual e não o cara do carro ao lado, porque quando saiu do carro bateu a cabeça e achou que tinha levado um tiro e estava morta, sem perceber que era ele próprio que estava ali ao se lado ouvindo.


Saíram juntos do tiroteio, Guga sem coragem de dizer quem era e Bia fascinada por esse homem lindo ao seu lado, achando que de uma vez por todas esqueceria seu antigo Amor, que não via há 10 anos, achou que tinha deixado tudo pra trás sem saber que estava voltando e entrando em uma incrível e inesquecível vida, há muito tempo esquecida. Carol Sabar me fez voltar no tempo já que eu e a protagonista do livro temos a mesma idade 25 anos, em muitas das brincadeiras que ela e sua amiga Raiza, irmã do Guga, faziam quando crianças eram as mesmas que eu e minhas irmãs fazíamos também na mesma idade, me fez lembrar da melhor fase da minha vida, devorei as páginas desse livro, sabe quando tem um livro que parece que está falando com você? Esse falou comigo de uma maneira impressionante, me emocionei com o Guga e a sua vontade de conquistar de novo o coração de Bia, quando descobriu a verdade de quem ele era.






Carol Sabar traz pra esse livro uma essência própria, só dela, ela sita monumentos de Juiz de Fora. Que pra quem é mineiro ou tem um familiar de Minas, como no meu caso, porque minha mãe é de lá, se identifica, e até quem não é tem vontade de conhecer.






Obrigada Carol por fazer essa história que digo com toda sinceridade que é umas das melhores que eu li.






Dar espaço pra autores brasileiros e divulgar sua obra é a melhor maneira de incentivar histórias maravilhosas como essa a chegar em nossas mãos, agradeço aquelas pessoas que me incentivaram a adquirir esse livro.


Veja aqui a entrevista que o blog fez com a Carol Sabar.

0 comentários:

Postar um comentário

Resenhas

Blogger Template Mais Template - Author: Papo De Garota